quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Um Facho de Luz



"...Na estrada dos louros, um facho de luz, tua estrela solitária te conduz...”


Hoje eu não quero reclamar de ninguém.

Hoje, eu só quero agradecer.

Agradecer a esses jogadores que tem se mostrado cada vez mais empenhados e determinados em fazer tudo dar certo.

Que se transformaram em um verdadeiro grupo e estão em total sintonia com a torcida.

Que já nos deram o Carioca e provam, a cada dia, que podem nos dar algo ainda melhor.

Que vibram, que gritam, que dançam. Se abraçam, se emocionam, sorriem para todos os lados.

Que têm enchido nosso estádio, movimentado alvinegros pelo Brasil afora, seja para ir ao RJ, para MG ou até mesmo para Florianópolis, promovendo sempre um verdadeiro espetáculo fora de campo...

Que resgataram um orgulho até pouco tempo bastante ferido, que trouxeram ídolos de outrora e que criaram novos e verdadeiros ídolos...

Hoje o Botafogo é da lenda-viva, Loco Abreu, o Botafogo é de Jefferson, goleiro de seleção, é de Maicosuel, o Mago, é de Jobson, o jobgol ou jobshow?, é do talismã Caio, é do raçudo e sempre sorridente Somalia, é do grande Guerreiro, Leandro, é do cativante Joel Santana, é de Nilton Santos, Jairzinho, Garrincha...

O Botafogo é meu, é seu, é nosso.

O Botafogo é o motivo do nosso sorriso a cada manhã quando nos levantamos e nos lembramos “estamos na briga”, “chegamos no G4”, ou ainda, “ganhamos mais uma”..o Botafogo, e aqui peço permissão para parafrasear o ilustre torcedor alvinegro Armando Nogueira: é muito mais que um clube, é predestinação divina.

Vamos Fogão!! #ArrancadaFinal

Manu Pagotto é uma botafoguense fanática, que gosta de ser publicitária nas horas vagas, tem 23 anos, é capixaba e já fez todo tipo de loucura para ir ao RJ assistir os jogos do Fogão. Anda meio receosa, pois até hoje só viu empates do Glorioso no Engenhão, mas quer acabar de vez com essa sina, e estará presente no jogo contra o Internacional. Twitter: @manupagotto





Um comentário: