segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Confusão na hora errada!

O atacante Jóbson é alvo de mais uma polêmica. O jogador foi acusado de "atentado ao pudor", após, supostamente, ter feito gestos obscenos - mostrando as partes íntimas - para torcedores do Avaí que tumultuavam a saída do ônibus alvinegro da Ressacada.

A confusão começou quando os torcedores avaianos desferiram chutes, no automóvel, e xingamentos para o elenco alvinegro. As provocações se tornaram diretas ao atacante quando os bardeneiros começaram a tacar talco nos próprios braços, insinuando que o jogador continuasse a ser usuário de drogas. Nesse momento, de acordo com o boletim de ocorrência, o jogador perdeu a razão ao responder as provocações com gestos obscenos. Resultado, os que primeiro eram culpados, viraram vítimas acusando o jogador. O supervisor de futebol do alvinegro, Anderson Barros, teve que seguir à delegacia para prestar esclarecimentos.

O supervisor, no desembarque da delegação alvinegra em Fortaleza, não desmentiu os possíveis gestos, mas questionou o fato das denuncias terem sido feitas apenas na delegacia, sendo que o ônibus alvinegro era escoltado por policiais. Testemunhas confirmam que o atleta respondeu aos insultos, porém não mostrou as partes íntimas. A sua escalação está confirmada no ataque alvinegro.

A possibilidade da saída de Jóbson, após o termino da temporada, existe, já que seu comportamento é totalmente diferente daquele visto como adequado pela diretoria.

Para animar um pouco o ambiente, os jogadores foram recebidos por cerca de 100 torcedores, na capital cearense. Botafogo e Ceará se enfrentam na quarta-feira, às 21h50min, horário de Brasília.

Para trocar informações com Nelsinho Lima é só adicionar no Twitter @Lima_Nelsinho. Saudações Alvinegras.

2 comentários:

  1. Nelsinho, como se não bastassem nossos problemas de contusão, estão tentando desestabilizar o Botafogo no seu ponto fraco extra-campo, que é o problema pessoal do atacante Jobson. No primeiro momento, o que veio à tona foram as críticas ao jogador e não as provocações que ele recebeu. Até o GE edição local aqui do Pará (terra natal do jogador) mencionou apenas uma parte da história. O cara não agiu bem, mas não tem sangue de barata, né? Quero ver quem vai atrás de punir vândalos que chutam o ônibus e ofensas ao nosso elenco... como sempre, a mídia oculta o nosso lado da história. Lamentável!

    ResponderExcluir
  2. Verdade Eli! O presidente, Maurício Assumpção, falou na Rádio Globo que o caso foi premeditado pelos torcedores do Avaí. Claramente premeditado! Os torcedores esperaram o ônibus passar pra juntar um grupo maior para assim fazer o B.O. e quando o Anderson Barros chegou na delegacia, já tinha equipe de reportagem local e tudo, ou seja, algo de estranho tinha pra ter aquilo ali. Os caras queriam que acontecesse algo de errado.

    Obrigado pela postagem!
    Beijos.

    ResponderExcluir