terça-feira, 15 de novembro de 2011

Caio Júnior, o "homem que não erra"




Amigos, é realmente indigesto ter que conviver com as péssimas delcarações de um aprendiz de feiticiero. No BotafogoNews, ninguém nunca foi fã do Caio Junior, mas a campanha não permitia fortalecer o coro de Fora Caio Jr com o time brigando pelo título. Por mais que alguns torcedores discordem e tenham jogado contra o próprio time, o momento de apoio exigia tolerância. Era preciso otimismo e apoio por algo muito maior ou mais importante que esse engomadinho sem humildade. 

Após o último revés, lamentavelmente saímos da briga do título com uma atuação pífia. O momento seria de juntar os cacos e partir pra cima com tudo, rumo a Libertadores... mas, pelo visto, a falta de vontade de time e técnico atingem níveis vergonhosos e vexatórios. O lance do pênalti para o Vasco no último clássico pra mim deixou bem claro a falta de foco, culhão, raça e garra na hora da decisão. 

Pior é quando acabam os jogos com resultado negativo. Aí vem as coletivas do menino do Qatar. Sim, um MENINO. Homens assumem erros, Caio Júnior é moleque!!! Capaz de culpar torcida, jogadores, cultura brasileira, calendário, chuva, sol, terra, mar, mas nunca capaz de assumir os seus erros e dizer "Desculpa, eu errei". A mediocridade de suas declarações assusta e enoja! A luta pela importante vaga na Libertadores continua e amanhã temos uma importante decisão. Todavia, é preocupante demais ver um time sem vontade de vencer. De nada adianta o nosso apoio, se o time não der o sangue, se o moleque do Qatar insistir em fazer merda e falar merda. 

Leiam a última declaração infeliz de Caio Jr, postada no site do Jornal de Globo de hoje:

"Vai ser um jogo complicado, pois eles ainda têm chance de escapar. Precisamos muito da vitória, mas não podemos entrar em campo com o peso extra de ter de vencer um dos últimos colocados." (matéria completa: http://oglobo.globo.com/botafogo/hora-do-botafogo-jogar-com-regulamento-no-bolso-3241288#ixzz1dmxbAsau)

Um time que não entra em campo para vencer não merece respeito!

Enquanto isso, Maicosuel deu declaração dizendo que ainda acredita no título. Falta foco, vontade e unidade. Para piorar, existe dificuldade de entendimento de comunicação e mentalidade entre eles, entre eles e a torcida, entre a torcida e o Harry. Complicado... 

Apesar dos pesares, a fé na conquista da América continua!

Uma certeza: PRECISAMOS DE UM 2012 COM LIBERTADORES E SEM CAIO JÚNIOR!

5 comentários:

  1. Como sempre, André fez um relato coerente, apaixonado e dessa vez revoltado com a situação do BOTAFOGO no momento. Continuo achando q não estamos mal de elenco, no geral, mas sem estratégias definidas, sem cartas na manga para apresentar num momento de sufoco. Domingo passado foi a prova disto. O Vasco entrou com o objetivo claro de parar o adversário e conseguiu, porque o adversário aceitou a tática do oponente. Será q ninguém viu q o Vasco fez a mesma coisa com o Bahia? Definitivamente, Caio Jr. não é sério, não levou o FOGÃO a sério, como o Joel Santana estava fazendo. Resta-nos tentar aturar esse C.Jr. até o final do Brasileirão. E resta a Diretoria tratar de encontrar alguém a altura do BOTAFOGO, experimentar Loco Abreu, caso ele queira, pois ele é peça fundamental em campo e preocupar-se com a técnica, pode fazê-lo chegar ao limite. Ele é um jogador sério. Pronto, falei!rs

    ResponderExcluir
  2. Só faltou por a culpa no horóscopo também! Caio jr tem atitude e mente de fracassado, não merece e nem deve ser técnico do Botafogo.

    ResponderExcluir
  3. Eu nem me preocupo com a derrota. Jogar mal é o que mais me incomoda.

    ResponderExcluir
  4. O incrivel é quando este projeto de time vem com essa desculpa: "o gol abalou o time"... o problema é que não combinaram com o time adversário para não fazer gol.
    Isso beira a sandice! Valeu a indignação,compartilho integralmente com ela.

    ResponderExcluir
  5. O que mais me revoltou nos últimos tempo foi ver como o time foi passivo. Perder é uma das possibilidades de um jogo, mas quando se vai para o campo TEM QUE QUERER ganhar... e fazer o possível pra que isso aconteça.

    ResponderExcluir