sábado, 27 de agosto de 2011

Última Rodada do Primeiro Turno

Fred não deu show
Fred, a chiliquenta, se esforçou. Bandida, ele conseguiu fazer um gol, arranjar uma confusão com o Herrera e deu uma cotovelada no Fábio Ferreira. Ele é ídolo de um clube que nunca primou pela honestidade. Basta estudar os primeiros anos do futebol carioca.

Por mais que o Furacão Fred (sim, furacão sempre leva nome de mulher) estivesse em campo, ele foi rebaixado (sim, de novo) para categoria 1.

No Engenhão, esse suposto vendaval não passou de uma brisa nervosinha, um redemoinho de cores, um vento assanhado, um fluminense.

Loco Abreu não foi protagonista, mas não deixou de ser importante. Lucas parece ter enterrado de vez o craque Alessandro. Elkeson continua mantendo a média de ser importante e decisivo. Maicosuel, mesmo que vagarosamente, ainda cresce. Nossos zagueiros, mais uma vez, provaram ser de confiança... por aí vai.

Sobre o Primeiro Turno

O grande mérito desse primeiro turno foi a formação do elenco. Time é substantivo singular e provamos isso. Conseguimos driblar adversidades mil. A pressão de um péssimo carioca e uma desclassificação precoce da Copa do Brasil; várias rodadas sem Jefferson e sem Loco; suspensão do Herrera; a volta do Maicossuel, que ainda acontece; e outras tantas...

Quem diria que o Botafogo terminaria o primeiro turno entre os cinco primeiros?

2 comentários:

  1. Para um melhor segundo turno só falta os torcedores ocuparem com mais frequência a sua casa - o Engenhão!

    Saudações alvinegras!

    ResponderExcluir